Fortalecido pelo Governo de Minas Gerais por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), o artesanato mineiro comemorará a sua segunda semana especial entre os dias 18 e 23 de março.

Em parceria com o Centro de Arte Popular Cemig, o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), a Federação do Artesanato Mineiro (FAM), Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG), a II Semana do Artesão Mineiro contará com extensa programação.

Entre as atividades, haverá o início da exposição “Fibras Naturais e Papéis”, no Centro de Arte Popular Cemig, na quinta-feira (22/3). A mostra será composta por centenas de peças de artesanato produzidas com algumas das mais expressivas matérias-primas utilizadas, permitindo manifestações de caráter cultural, lúdico, decorativo e religioso do artesão mineiro.

No mesmo dia e local, destaque também para o lançamento do livro “Eu me ensinei – Narrativas da Criatividade Popular Brasileira”, da pesquisadora e galerista Edna Matosinho de Pontes. A obra sintetiza o trabalho e a biografia de 76 artistas, sendo 28 mineiros. O estado é representado no livro por produções em barro, madeira e papel.

O Governo do Estado também realizará mutirões de cadastramento de artesãos para a emissão da Carteira Nacional do Artesão.

Além da ação na Feira da Afonso Pena, tradicional passeio de domingo na capital mineira, haverá, ainda, o cadastramento na Casa da Economia Criativa Sebrae e na Penitenciária feminina Estevão Pinto. A iniciativa é fruto de uma parceria com o Instituto Centro Cape, por meio do Projeto Linhas da Liberdade, que visa à capacitação de mulheres em regime fechado em atividades artesanais.

Mais Artesanato: Ações de Consolidação do Artesanato Mineiro

Durante a Semana do Artesão, serão lançados importantes projetos do Governo de Minas Gerais com a missão de consolidar o avanço do artesanato no estado. Na segunda-feira (19/3), será apresentado o Plano Quadrienal de Desenvolvimento do Artesanato de Minas Gerais, o Mais Artesanato, primeiro documento de política pública do segmento no Estado.

Ele reúne as principais estratégias do setor para o desenvolvimento econômico e sustentável de Minas, além de representar um esforço conjunto de membros da administração pública e entidades do segmento.

Para a elaboração do documento foram formados grupos de trabalho responsáveis por elaborar diagnósticos com as prioridades e linhas de ação; apoiar o trabalho de sistematização do texto; organizar, junto com Comitê Gestor do Projeto Mais Artesanato, eventos e fóruns para debater e divulgar o plano; e acompanhar e apoiar ações necessárias à sua implementação.

O Mais Artesanato terá a missão de aumentar a importância do artesanato mineiro, que movimenta cerca de R$ 3 bilhões anuais, o que corresponde a 10% do setor nacional, segundo dados do Sebrae.

No mesmo dia será lançado o Portal do Artesanato, plataforma digital da Federação do Artesanato Mineiro (FAM) que disponibilizará aos artesãos de todo o estado a opção de venda dos seus produtos.

A Semana do Artesão Mineiro e ações para o setor em 2017

A Semana do Artesão Mineiro é um evento comemorativo ao dia do artesão, homenageados no dia 19 de março. Em 2017, o Governo de Minas Gerais reuniu as comemorações em uma semana especial, ampliando as festividades e, principalmente, as iniciativas para valorizar o artesanato e os artesãos.

Neste ano, em sua segunda edição, a Semana do Artesão Mineiro já se mostra importante devido o crescimento que o setor apresentou no último ano.

Os mutirões de cadastramento surgiram na I Semana do Artesão Mineiro, e, somente em 2017, a iniciativa foi responsável pelo cadastro de cerca de três mil artesãos, número 75% maior do que no ano anterior. A Carteira Nacional do Artesão possibilita ao trabalhador acesso a capacitações e inscrever-se em editais para participação em feiras e exposições dos Governos de Minas Gerais e Federal.

Nos últimos 12 meses, além de ter realizado 16 mutirões de cadastramento de artesãos nos territórios mineiros, a Seedif teve participação em 15 eventos dos Fóruns Regionais e garantiu apoio em seis eventos regionais, entre os quais, as feiras de artesanato de Tiradentes, Belo Horizonte e Recife (PE).

Outra ação do Governo em 2017 foi o lançamento de um edital voltado ao artesanato. Por meio do documento, o Estado injetará R$ 1,8 milhão no desenvolvimento do setor, sendo 18 cooperativas e associações beneficiadas.

Clique aqui para conferir a programação da II Semana do Artesão Mineiro.